14/11/2016

Cuidado com o que você faz na frente do seu cão! Ele aprende muito por imitação!


Vocês já repararam como é comum nossos cães mexerem nos objetos que mais usamos ou aos quais costumamos dar mais atenção ou valor?

Isso acontece porque, como nossos cães querem nossa atenção mais que tudo no mundo, eles estão sempre nos observando e, consequentemente, percebem com que objetos interagimos mais ou aos quais damos mais importância. E isso somos nós que mostramos a eles, mexendo nesses objetos na sua presença e/ou parando o que estamos fazendo para lhes dar uma bronca, que pode servir como atenção, quando eles mexem neles. Além disso, como os cães são capazes de imaginar imagens, sons e cheiros e, em geral, eles ficam ansiosos pela chegada dos seus donos, eles conseguem imaginá-los interagindo com os objetos que mais os representam e vão fazer o mesmo, já que os cães aprendem muito por observação e imitação.

O vídeo abaixo é um exemplo divertido de como os cães aprendem por observação e imitação. No caso o dono não vai ter maiores problemas (a não ser, talvez, um aumento do gasto de água e na conta de energia e encontrar a cozinha um pouco molhada), porém, os cães poderiam ter mexido em algo perigoso ou valioso.

E qual é a solução? Prender o cão?! NÃOOO!!! Prender o cão em um espaço pequeno ou em um cômodo só vai deixa-lo mais estressado tanto por não poder ver o que está acontecendo no resto da casa, como porque não vai ter espaço para gastar energia de uma forma saudável, brincando com seus brinquedos e correndo ou, simplesmente, andando pela casa, ou até mesmo se distraindo olhando o movimento da rua por uma janela. Como consequência desse estresse o cão pode começar a se automutilar para aliviar a ansiedade, roer os objetos que estiverem ao alcance ou latir demais.

A melhor solução para evitar essas situações, por um lado, é evitar mexer em coisas que sejam valiosas, que possam causar perigo para a saúde do cão ou, simplesmente causar uma bagunça que o dono não esteja disposto a arrumar, na frente dele – tirar esses objetos do alcance dele também é uma boa medida preventiva. Porém, se mesmo assim, o seu cão mexer em algo que você não gostaria, danifique ou destrua, quando você se der conta disso, se não for na hora em que ele estiver mexendo, não dê bronca, não olhe para ele de cara zangada (pois não vai resolver nada e só deixa-lo inseguro); apenas espere ele sair do ambiente e limpe a bagunça pois, se ele o vir limpando, tanto servirá como atenção como, novamente, será um motivo para ele mexer nas coisas por imitação. Paralelamente a essas atitudes, você deve procurar deixar sempre brinquedos à disposição do seu cão, chamando-o para brincar e parar o que você estiver fazendo para brincar quando ele os pegar sozinho, para que ele dê mais valor aos brinquedos e associe o fato de brincar com eles a ganhar a sua atenção. Assim, na sua ausência, é mais provável que seu cão interaja com os brinquedos do que com seus objetos pessoais, móveis da casa etc. Ok?

Um abraço,

Reginaldo Ribeiro.


video

Nenhum comentário: